speaker-info

Conceição Evaristo

Professora e escritora

Conceição Evaristo nasceu em 1946 em uma favela de Belo Horizonte, em uma família muito pobre composta de mãe e dez filhos, e teve que conciliar os estudos trabalhando como empregada doméstica, até concluir o curso normal, em 1971, já aos 25 anos. Mudou-se então para o Rio de Janeiro, onde passou num concurso público para o magistério e estudou Letras na UFRJ. Na década de 1980, entrou em contato com o grupo Quilombhoje. Estreou na literatura em 1990, com obras publicadas na série “Cadernos Negros”, publicada pela organização. Suas obras, em especial o romance “Ponciá Vicêncio” (2003), abordam temas como a discriminação racial, de gênero e de classe. A obra foi traduzida para o inglês e publicada nos Estados Unidos em 2007. Em 2017, Conceição Evaristo foi tema da Ocupação do Itaú Cultural de São Paulo e foi homenageada na FLIP. Foi agraciada ainda com o prêmio “Faz Diferença” do Globo (2016) e o prêmio Bravo! (2018). Entre seus títulos estão “Becos da Memória” (2006), “Insubmissas lágrimas de mulheres” (2011) e “Olhos d’água (2014).

Conceição Evaristo na LER

O PROTAGONISMO DO NEGRO NAS ARTES
Regina Dalcastagnè, Conceição Evaristo, Marta Abreu, Tatiana Henrique, Ana Maria Gonçalves, Ruth de Souza e Milton Gonçalves com mediação Gloria Maria

Espaço Cesgranrio

ESCREVENDO A PRÓPRIA HISTÓRIA
Conceição Evaristo e Henrique Rodrigues

Café do Livro

Dois escritores, com obras marcada pela voz dos invisíveis sociais, conversam sobre a livro como uma arma contra as desigualdades. Mediação de Flávia Oliveira Pré-inscrição encerrada. Novos ingressos, limitados à disponibilidade, serão distribuídos na hora, por ordem de chegada. Recomendamos vir com antecedência.

Criação Identidade
LEIA MAIS