A LER – O Festival do Leitor apresenta Circuito LER para VA-LER

Consolidada na cena literária, a LER – O Festival do Leitor chega à sua 4ª edição e ampliada para todo o estado do Rio de Janeiro com o Circuito LER PARA VA-LER, se firmando como o maior evento literário do país. Sempre com a missão de democratizar a literatura para todos os públicos e gerações, a LER é um encontro sobre livros e ideias em que cada visitante se sente parte integrante dessa experiência.

 O Circuito abraça as 14 regiões do estado, ampliando fortemente o acesso às atividades multiculturais e investe na formação de novos leitores, sobretudo crianças, adolescentes e jovens, valorizando alunos e professores fluminenses. São 14 regiões contempladas, 92 municípios envolvidos, durante 8 dias de eventos que focam em milhares de jovens e crianças do ensino médio, fundamental e básico, além de educadores e mediadores de leitura.

 O objetivo da LER é transformar cada local que passa em uma Vila Literária e Cultural. O Circuito LER PARA VA-LER é inclusivo, abrangente, democrático e oferece ao público uma programação multicultural reunindo autores e artistas em torno da paixão transformadora da literatura. É o primeiro festival que contempla todo o estado, da região metropolitana ao interior.

 O Circuito LER PARA VA-LER iniciou seu roteiro na serra Fluminense na cidade Petrópolis, em 13 de novembro, com uma série de oficinas, debates, saraus, contações de histórias, teatro e atividades multiculturais. Foram oito dias de programação intensa e multidisciplinar em cada cidade. Encontros entre diferentes autores e profissionais de áreas diversas como a da justiça, psicanálise, astronomia, entre outros. 

Nomes da cena nacional estarão presentes em todas as edições do Circuito LER PARA VA-LER, como Eduardo Bueno, Mary Del Priore, Jessé Andarilho, Eliana Alves Cruz, João Barone, Adriana Falcão, Luly Trigo, Braulio Tavares, Clara Alves, Geovane Martins entre outros.

 A acessibilidade e a inclusão são alguns dos pontos fortes da LER, que trabalha em todas as suas edições atividades como as leituras em braile e em libras, visitas guiadas e a confecção de livros sensoriais.

Mais que apenas estimular a LER, inspirar para transformar a vida, a comunidade e a sociedade com o poder da leitura e da escrita.

Os espaços do Circuito LER PARA VA-LER

Em cada edição, teremos 30 espaços com atividades contínuas; 800 escritores, autores e artistas; dezenas de editoras e livrarias com milhares de livros; cerca de 600 peças, oficinas, atrações e intervenções literárias.

 Segundo um dos curadores, Julio Silveira, responsável pelo Café do Livro, espaço reservado para bate-papos entre autores com diferentes perspectivas sobre a criação de obras, história, política e identidade, a LER é um festival que celebra a língua portuguesa! “Vejo a LER como uma grande oportunidade para recuperarmos o que tem sido perdido ultimamente: o diálogo, a troca de ideias, a inspiração mútua. Em tempos de polarização, trazemos para as mesas da LER toda uma gama de pontos de vista diferentes, com leitores de todos os perfis e origens. Para que todos possam ver o que temos em comum, mas que também possam apreciar e aprender com as diferenças para, quem sabe, construir e criar juntos”, afirma.

 O Palco da Palavra  é um espaço que irá receber grande parte dos jovens estudantes e seus professores. Pensando neles, a programação é focada em autores de obras juvenis, autores e personalidades pops, influenciadores que tenham relação com a literatura e autores ligados à música. O público pode conferir apresentações, palestras e lançamentos de livros.

 Com curadoria de Verônica Lessa e Volnei Canônica, a Tenda Jardim Literário apresenta atividades para o público infantil e juvenil e para toda a família. “Na nossa programação criamos um roteiro em que a literatura seja apreciada por todas as idades. As crianças que participam vão se divertir assim como o adulto que acompanha a crianças”, conta a dupla de curadores. 

 Espaços como o Teatro Literário, o Circo Poético e o Sarau Literário apresentam peças teatrais educativas e literárias como: “O Alienista”, de Machado de Assis;“Senhora”, de José de Alencar; “O Homem que Sabia Javanês“, de Lima Barreto; “Memórias Póstumas de Brás Cubas“, de Machado de Assis; “Triste Fim de Policarpo Quaresma”, de Lima Barreto; e encontros com autores que privilegiam o diálogo e estreitam a relação do jovem com a leitura, promovendo outras formas de contato com a literatura. A curadoria é de Lucas Rizzeto.

 Fomentando a economia criativa local, Gisele Lopes fica responsável pelo espaço LER em Movimento, organizando oficinas de cordel, desenho, e uma enorme produção de conteúdos. A novidade fica por conta do Espaço Escola Criativa, sob curadoria de Marina Vieira. Nesse espaço, os artistas envolvem os participantes no processo de criação e de produção de obras, promovendo a experimentação e gerando novas percepções e experiências.

O Encontro LER do Educador: Para Professores, Diretores, Mediadores de Leitura

O Encontro LER do Educador é um espaço cuidadosamente pensado para professores, diretores, mediadores de leitura e demais profissionais da área de educação. A programação conta com diferentes autores e profissionais de áreas diversas e de forma bastante multidisciplinar. Com 4 dias de duração, o Encontro LER do Educador foi desenvolvido especialmente para professores, diretores, mediadores de leitura e demais profissionais da área de educação. Com uma estrutura de três tendas e duas salas de oficinas exclusivamente dedicadas aos educadores, a LER – O Festival do Leitor reforça ainda mais seu pilar que é: o livro como instrumento de transformação.  

COMPRE AQUI SEU LIVRO

ACESSE NOSSA PROGRAMAÇÃO

*Programação sujeita a alteração.

INSCRIÇÕES - ENCONTRO DO EDUCADOR